A Defensora Pública e secretária de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania, Caroline Braz, foi homenageada por meio de indicação da deputada Joana Darc (PL), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), nesta quarta-feira (11), com a comenda da Ordem do Mérito Legislativo. A medalha é concedida a personalidades das mais variadas áreas de atuação.


Para a deputada, a indicação de Caroline é uma forma de representar todas que lutam em defesa das mulheres no Amazonas. “Me comprometi este ano a prestar homenagens a mulheres guerreiras do nosso Estado. Por isso, escolhi a defensora Caroline Braz que já desempenhou fortes trabalhos em defesa da mulher, quando atuava na Defensoria Pública do Estado e agora também realiza um belíssimo trabalho a frente da Sejusc. Homenagem merecida”, declarou a parlamentar.


Para a homenageada receber a medalha foi uma grande honra e satisfação. “Estou muito feliz em ter sido indicada pela deputada Joana Darc, para receber essa importante medalha da Assembleia Legislativa. Sei da importância dessa comenda e é com muito orgulho que represento hoje todas as mulheres guerreiras do nosso Estado”, contou Caroline Braz.




Conheça a Homenageada


Caroline da Silva Braz, tem 39 anos, é filha, mãe, Defensora Pública e secretária de Estado. Nascida em Manaus e com atuação no Núcleo de Defesa da Mulher, da Defensoria Pública do Estado do Amazonas. Foi aprovada no concurso público para a Defensoria Pública em 2005 e também no concurso público para juíza no Estado de Roraima, onde instalou o Juizado da Violência Doméstica contra a Mulher em 2010. Após o nascimento de seu primeiro filho, optou por voltar a sua cidade natal e continuar como defensora pública no Amazonas.


Desde janeiro atua como secretária de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) com políticas voltadas à prevenção de violência contra mulheres, na garantia dos direitos humanos e na promoção de cidadania, com foco na aproximação dos serviços do Governo do Estado aos cidadãos amazonenses, com ações em diversos municípios no interior.


Há onze meses à frente da Sejusc, faz a gestão de atividades direcionadas aos idosos, diversidade de gênero, promoção da igualdade racial, crianças e adolescentes, mulheres, socioeducativo, imigrantes e pessoas em situação de vulnerabilidade, assumindo também a pauta da pessoa com deficiência.


Via Assessoria de Imprensa

Postagem Anterior Próxima Postagem