Nesta quarta-feira (11), o presidente da República, Jair Bolsonaro, encontrou-se com Carlos Santiago Amorim, 96 anos, ex-combatente da Segunda Guerra Mundial.


O presidente ainda afirmou que Carlos Santiago Amorim “merece todo apoio e consideração” pelo que a geração dele fez pelo país. A Associação de Ex-Combatentes de Brasília também prestou a sua homenagem.


 Foi uma honra, senhor presidente, conhecê-lo. Um homem que vai transformar e que está transformando esse país no melhor para o povo brasileiro


disse o ex-combatente.




Bolsonaro disse que “não existe país democrático e com liberdade” sem a existência de “forças armadas fortes”. O mandatário ainda afirmou que as gerações do passado lutaram para o Brasil ter “democracia e liberdade”.


Na última quinta-feira (5), o presidente da República fez uma publicação em suas redes sociais revelando que recebeu uma carta do ex-combatente e que desejava homenageá-lo pessoalmente.



Força Expedicionária Brasileira na Segunda Guerra Mundial

Via PN
Postagem Anterior Próxima Postagem