Na próxima terça-feira (10), às 9h, a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), realizará a cerimônia de homenagem aos agraciados com o I Prêmio de Direitos Humanos, do Programa Educando pela Cultura, no auditório João Bosco. A premiação fará parte do encerramento das atividades do programa neste ano de 2019 e do Ciclo de Palestras em Direitos Humanos, atividade também promovida pela Escola do Legislativo Senador José Lindoso com o objetivo de fomentar o debate sobre o tema.


A premiação tem o objetivo de reconhecer o trabalho de pessoas e instituições que atuam na defesa dos direitos humanos nas suas mais variadas vertentes, como a luta pelos direitos da população negra, LGBT+, intolerância religiosa, dentre outras.


Segundo a coordenadora do Educando pela Cultura e do Ciclo de Palestras, Jacy Braga, a Aleam, muito mais que agraciar individualmente esses trabalhos, fortalece a luta em favor da coletividade. “É preciso fazer com que a sociedade, de maneira geral, perceba que existem essas questões e mais ainda, que existem espaços ser preenchidos em favor da luta pela coletividade”, explicou a servidora. Serão homenageadas 13 personalidades com o prêmio, e mais seis ativistas de relevantes práticas em defesas dos direitos humanos receberão certificados de Menção Honrosa.






Educando pela Cultura


O Programa Educando pela Cultura é um projeto da Escola do Legislativo que tem o objetivo de debater com alunos e professores temas abordados de maneira transversal em escolas. O projeto realiza edições mensais, sempre com temas específicos e atuais, e, segundo o diretor da Escola, João Paulo Jacob, o corpo pedagógico avaliou como pertinente juntar as duas atividades e apresentar aos alunos do CETI Áurea Braga à temática dos direitos humanos.


“A Aleam é a casa dos debates, além de participar da elaboração de políticas públicas de defesa dos direitos humanos”, afirmou Jacob, completando que “daí a importância de envolver servidores, estudantes, membros da sociedade civil no debate e reflexão sobre o tema”.

O evento inicia com a palestra “A situação das populações e comunidades tradicionais: Quilombolas, Indígenas, Ribeirinhos e outras”, com os mediadores Prof. Esp. Alcilei Vale Neto e Profa. Esp. Lídia Helena Oliveira. Em seguida acontecerá a palestra “A garantia dos direitos Humanos para todas e todos. Uma reflexão à luz do PNDH 3”, proferida Prof. Esp. Nilton Carlos Teixeira.

Também estão previstas apresentações musicais do cantor Zezinho Corrêa, do Coral da Aleam e dos alunos do CETI Áurea Braga. Um monólogo teatral sobre a temática dos direitos humanos será realizada pela atriz, e umas das homenageadas, Francy Júnior.



Ciclo de Palestras

Tendo iniciado no último mês de abril, o Ciclo de Palestras de Direitos Humanos propôs o debate sobre a importância de proteger a liberdade e os direitos de todos os seres humanos com a implantação de políticas públicas necessárias.


O curso foi formado por 20 palestras, divididas em módulos, totalizando 120 horas/aula. Os participantes que tiverem frequência mínima de 70% receberão certificados de participação e poderão apresentar um artigo científico para ser avaliado e, posteriormente, ser publicado em uma revista editada pela Escola do Legislativo.


Via Assessoria de Imprensa
Postagem Anterior Próxima Postagem