O artista plástico Rui Machado, com indicação do deputado Serafim Corrêa (PSB), recebeu nesta quinta-feira (11), a comenda da Ordem do Mérito Legislativo. A medalha é concedida a personalidades das mais variadas áreas de atuação.


Para o deputado Serafim Corrêa, a indicação é mais do que merecida.

 Rui Machado é um artista plástico que trabalha com coisas da Amazônia. Todas as telas dele são voltadas à Amazônia, voltadas a Manaus e que divulga a nossa cultura mundo afora. Tenho o maior carinho pelo seu trabalho, por ele enquanto pessoa, a quem chamo carinhosamente de Ruyzinho. Ele foi homenageado com a Medalha do Mérito Legislativo no reconhecimento de todos nós pelo muito que ele faz através da sua arte, levando Manaus e a Amazônia para todo o mundo ver e conhecer

 Reconhece Serafim.


Segundo o artista plástico, Rui Machado, a homenagem é recebida com satisfação. 

É com grande satisfação que recebo a indicação para receber a Medalha da Ordem do Mérito Legislativo, solenidade que existe desde o ano de 2002, sempre com a finalidade de homenagear pessoas que se destacam e prestam relevantes serviços em suas respectivas atividades profissionais. A importância em receber tal honraria, fica ainda maior, sendo eu indicado por um dos mais importantes vultos da política do Estado do Amazonas, o nobre deputado estadual Serafim Corrêa. Gratidão

Disse Machado.




Biografia



Rui Machado de Oliveira é artista plástico, poeta e compositor. Nasceu em 17 de agosto de 1956, em Manaus. Filho de Ignácio Oliveira e Aurora Machado de Oliveira (falecida), logo cedo começou a se interessar por arte em geral. Desenhava, pintava, escrevia, fazia talhas e esculturas.


No final dos anos 60 teve uma breve passagem pela Pinacoteca do Estado do Amazonas, num curso de desenho e pintura, tendo contado com grandes mestres das artes plásticas como, Moacir Andrade, Hanneman Bacelar, Álvaro Páscoa, Afrânio Castro e Manoel Borges. Sua primeira exposição de artes plásticas foi em 1982, denominada “Travessia”, no hall do Teatro Amazonas. Dentro do Projeto Hanneman. Já em 1984, lançou seu primeiro livro de poesias, intitulado “Anjos e Mistério”.


Possui, até agora, 25 prêmios e homenagens, 25 exposições individuais e mais de 80 exposições coletivas. Como poeta, possui mais de 50 composições. Recebeu seu primeiro prêmio musical em 2017, no 6º Festival Amazonas de Música, em 1º Lugar com a música “Remando Estrelas” em parceria com Valdo Cavalcante. Em 2018, também foi vencedor do Festival da Canção de Itacoatiara (Fecani), com a música “Por um triz”, também em parceria com Valdo Cavalcante.


Ilustrou mais de 40 capas de livros, CD’s, guias, lista telefônica, programa de um concerto de Arthur Moreira Lima no Teatro Amazonas, quando aqui esteve para se apresentar com a Amazonas Filarmônica, em janeiro de 1998, e um rótulo de guaraná nos Estados Unidos. Teve trabalhos publicados em todos os jornais e revistas de Manaus, em revistas nacionais como Vogue, Terra, Isto É, BB. Com, jornal O Globo, em blogs e sites locais e nacionais e algumas publicações internacionais.


Atualmente, Rui vive e trabalha em Manaus, sempre na companhia de sua irmã Sônia e de sua única sobrinha Luciana.

Via Assessoria de Imprensa 
Postagem Anterior Próxima Postagem