Durante sua última passagem pelo município de Parintins, no último fim de semana, a deputada Alessandra Campêlo (MDB) destacou o olhar diferenciado do seu mandato para a cultura e a juventude da Ilha Tupinambarana. Um dos pontos altos da sua visita ao município foi a participação da deputada na tarde de sábado (14), na Universidade do Estado do Amazonas (UEA), da programação de uma das oficinas com lideranças e movimentos que participaram do Festival Afro-Amazônica de Cultura Popular.


Idealizado pelo Instituto Cultural Ajuri (Inca) e desenvolvido pelo Instituto Manaós, o festival foi executado com apoio de emenda parlamentar no valor de R$ 90 mil direcionado pela deputada Alessandra. Também foram protagonistas do projeto o Governo do Estado e a Prefeitura de Parintins. A ação se junta ao “Grito da Periferia”, outra iniciativa que aconteceu este ano em Parintins.


De acordo com o gestor cultural Marcos Moura, o Festival Afro-Amazônica de Cultura Popular busca a promoção da cultura afro-amazônica compreendida de matrizes africana e indígena. O evento contou com apresentações de grupos musicais, danças, exposições artísticas, hip-hop, boi-bumbá, culinária, concursos de dança, capoeira e demais manifestações artísticas e culturais de influência africana e indígena.

Só em 2019 colocamos mais de R$ 1,1 milhão de emendas em Parintins, com destaque para a saúde e a educação. As áreas de cultura e juventude também tiveram atenção especial do nosso mandato, pois colocamos recursos para as escolinhas de artes do Caprichoso e do Garantido, os festivais de juventude, além do festival folclórico do Mocambo e do festival de verão do Caburi
comentou a deputada.



Alessandra enfatizou que as ações desenvolvidas pelo seu mandato na Ilha são realizadas em parceria com a vereadora Vanessa Gonçalves, o prefeito Bi Garcia, o governador Wilson Lima, o vice-governador Carlos Almeida Filho e todos os secretários de Estado.


Via Assessoria de Imprensa
Postagem Anterior Próxima Postagem