A reutilização é o conceito e o diferencial da I Feira de Sustentabilidade do Polo industrial de Manaus (fesPIM), que acontece nos próximos dias 27, 28 e 29 de novembro, no Studio 5 centro de Convenções. Stands, balcões, cadeiras e mobiliário provenientes de palletes, OSB (placa composta por tiras de madeira dispostas na mesma direção, unidas com resinas e prensadas sob alta temperatura) e madeiras de reuso de barcos são os componentes estruturais da Feira, que por meio do reaproveitamento desses materiais vai contribuir com a limpeza dos rios do Amazonas e a preservação do meio ambiente.


Estamos fazendo stands com materiais que vêm das fábricas do Polo Industrial. São madeiras de pallet, são os OSB que são tiras de madeiras imprensadas a cem toneladas e fazemos uma harmonia disso com as madeiras de reuso do barco que desmanchamos, que estão desativados, que não têm mais condições de navegar. Fazemos um trabalho de limpeza dos rios e ao mesmo tempo damos uma nova vida para eles transformando em mesas e outros móveis. destacou Sérgio Santos, arquiteto responsável pela Feira.


Nesse processo de fabricação, são mais de 40 trabalhadores envolvidos diretamente na confecção dos stands, mesas, cadeiras, painéis e os outros móveis da fesPIM. Entre eles, marceneiros da capital e interior do estado.


Valorização da mão de obra local

Jansserly Pereira é um desses marceneiros que veio de São Sebastião do Uatumã para trabalhar na Feira. Para ele fazer parte desse projeto é gratificante. "Todo o material que trabalhamos é um material que está sendo reaproveitado, material que poderia está poluindo o meio ambiente e isso é muito bom, sem falar que a Feira está gerando recursos para cada um de nós", disse.

Outro talento amazonense que está se dedicando na construção dos stands do evento é Edivaldo Mendes Vieira, do município de Novo Airão. 


Trabalhar nessa Feira é uma oportunidade de crescimento, de aprendizado e ter mais uma forma de renda para a gente, comentou o marceneiro.













Stands sustentáveis

O engenheiro civil César Félix, responsável pelo stand da Samel, destacou a importância de participar da fesPIM. Segundo o engenheiro, o trabalho final possui um acabamento perfeito.


As pessoas podem até olhar e duvidar que é um material reaproveitado, uma vez que fica muito bem feito, com uma qualidade excelente. O mais importante é que estamos contribuindo para não degradação do meio ambiente ao reaproveitar esses materiais, afirmou César.



O evento tem a finalidade de mostrar o potencial e a importância do PIM na geração de emprego e renda. Além disso, mostrar os impactos positivos dessas atividades para a preservação da floresta e geração de tributos para o Brasil.




Fotos: Eco Produções
Postagem Anterior Próxima Postagem