O deputado estadual do Amazonas Sinésio Campos (PT) presidiu a XIII Reunião do Parlamento Amazônico, que teve participação dos deputados estaduais que compõem a região amazônica, na Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac). Além de contar com a presença do governador, Gladson Cameli (PP-AC), e do presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), Kennedy Nunes (PSD-SC). Também se fizeram presentes os deputados do Amazonas Adjunto Afonso (PDT), Dermilson Chagas (PP), Wilker Barreto (Podemos) e Therezinha Ruiz (PSDB).


Durante a abertura do evento, Sinésio se pronunciou falando da importância da reunião e relatou ainda que muitos falam da Amazônia, mas o debate deve primeiramente começar pelos deputados da região. “Temos 250 deputados estaduais que representam a Amazônia, próximos das demandas do povo. Antes de alguém falar sobre a Amazônia, nós é que temos que falar. Mais de 28 milhões vivem aqui e temos 61% do território nacional. Temos que preservar a nossa sociedade e abrir possibilidades de renda à nossa população. Queremos ser ouvidos através de um diálogo constante com o Congresso Nacional e o Governo Federal”, salientou Sinésio.


O governador do Acre Gladson Cameli (PP-AC) ressaltou a importância do Acre para o desenvolvimento da Amazônia “O Acre está a mil quilômetros do Pacífico e poderá ser a porta dos investimentos para todos os estados da Amazônia. Só somos lembrados quando se fala de meio ambiente. E não sou a favor do desmatamento. Mas precisamos gerar empregos através do aquecimento das nossas relações comerciais com os mercados andinos e asiáticos. Para isso precisamos estar unidos. Muito discurso e pouca ação não resolve”, refletiu o governador.


Segmento de interesse em toda a região, o tema Aviação Regional também foi amplamente debatido, com palestra proferida pelo consultor externo da Câmara dos Deputados, Georges Ferreira. Na pauta, ainda, debates sobre os investimentos e projetos do Banco da Amazônia, além da extração de comercialização da borracha e castanha.


Na ocasião, aproveitando a data da Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (CNLE), que vai ocorrer dia (20/11), às 16h, em Salvador (BA), uma reunião Ordinária do Parlamento do Parlamento Amazônico também foi marcada para o mesmo dia, onde os deputados debaterão as pautas das reuniões ampliadas do calendário aprovado pelos parlamentares que compõem o Parlamento Amazônico. A XIV Reunião Ampliada também já tem data marcada para o dia 26 de março, na Assembleia Legislativa do Estado do Amapá, na cidade de Macapá.


Via Assessoria da Deputada
Postagem Anterior Próxima Postagem