Os 40 anos de fundação da Associação Pestalozzi no Amazonas, foram destacados nesta terça-feira (19), em Sessão Especial, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), por iniciativa da deputada professora Therezinha Ruiz (PSDB), que resgatou a história da instituição, idealizada pela família Aucar, em Manaus, para atender crianças e jovens com deficiência. Autoridades e colaboradores da obra participaram do evento.


Fundada em 10 de março de 1978 pelas senhoras Vânia Aucar Seffair e Nádia Abdala Aucar, que identificaram àquela altura, a necessidade de uma escola especial que atendesse as pessoas com deficiência, a Pestalozzi se estruturou ao longo dos anos e ampliou a sua atuação, principalmente na área de educação especial.


Falando aos participantes, Therezinha Ruiz ressaltou o papel fundamental da Pestalozzi no Amazonas, promovendo a inclusão social de crianças e jovens com os mais diversos problemas que limitam o desenvolvimento intelectual.

 É um trabalho feito com muito amor, no cuidado com crianças que apresentam síndrome de Down, autismo, e que merece o reconhecimento de todos
 enfatizou a deputada.


Representando a família Aucar, a senhora Valéria Aucar da Mata foi homenageada com uma placa comemorativa aos 40 anos da Pestalozzi no Estado. Ela salientou o trabalho iniciado na década de 70 e que se expandiu com o apoio dos órgãos governamentais e de colaboradores dedicados.


A unidade educacional pestalozziana Centro de Ensino Especial “Helena Antipoff”, atende, atualmente a 150 usuários com Síndrome de Down, Transtorno do Espectro Autista, Paralisia Cerebral, Deficiência Intelectual, Síndrome de Klinefelter.

Hoje, o Movimento está presente em Manaus e nos municípios de Parintins, Manicoré, Manaquiri, Maués, Coari, Boa Vista do Ramos, Tonantins e Nova Olinda do Norte.



Homenageados

Receberam certificados de reconhecimento por sua atuação no Movimento, a presidente da Federação Nacional das Associações Pestalozzi, Ester Alves Pacheco, o presidente da Federação local, Jorge Wiliam Campos, a colaboradora Dalva Maria Ribeiro, a gestora Maria Célia Correia, do Centro de Ensino Helena Antipoff, a ex-presidente da Pestalozzi de Coari, Maria Auxiliadora Yamaguchi e a ex-presidente da instituição em Manicoré, Élida Brito (in memorian).

Entusiasta do trabalho realizado na educação especial direcionada a crianças e jovens, a deputada Therezinha Ruiz, recebeu a rosa de ouro, símbolo do Movimento, que tomou o nome do pedagogo suíço Johann Pestalozzi, teórico que incorporou o afeto à didática escolar.

Participaram da sessão especial, o auto defensor Raimundo Weberson, a vereadora de Parintins, Vanessa Gonçalves, o subsecretário municipal de Gestão em Limpeza Pública, Eisenhower Pereira Campos e colaboradores do Movimento Pestalozziano no interior do Estado.


Via Assessoria de Imprensa
Postagem Anterior Próxima Postagem