Competição tem sua primeira decisão em jogo único


Hoje, sábado (23), a partir das 17h (horário de Brasília), Flamengo e River Plate, da Argentina, escreverão mais uma página da longa história de conquistas e glórias do futebol sul-americano, pois protagonizam uma final inédita de Copa Libertadores da América no Estádio Monumental de Lima (Peru).

O ineditismo do jogo está no fato de as duas equipes se enfrentarem pela primeira vez na decisão da competição. E a importância histórica se dá porque esta é a final de número 60 da Libertadores, torneio que pela primeira vez terá uma final em partida única.
Finais entre Brasil e Argentina

Uma decisão de Libertadores entre um time do Brasil e outro da Argentina não é uma novidade na história da competição. Elas já aconteceram em 14 oportunidades, com cinco vitórias brasileiras e nove argentinas. O Flamengo nunca esteve nesta situação, enquanto o River já encontrou um time brasileiro em confrontos decisivos, foi no ano de 1976, quando o Cruzeiro acabou campeão.



Atacante Gabriel Barbosa é uma das esperanças de gol do Flamengo - Reuters/Sergio Moraes/Direitos Reservados

Na única final que alcançou até então, no ano de 1981, o Flamengo teve como adversário o Cobreloa (Chile). Naquela ocasião o título ficou com os rubro-negros.

Já o atual campeão River chega a sua sétima decisão. Além da final deste ano e da derrota para o Cruzeiro em 1976, os millonarios (alcunha pela qual a equipe argentina é conhecida) já conquistaram quatro Libertadores: 1986 e 1996 sobre America de Cali (Colômbia), 2015 sobre o Tigres (México) e 2018 sobre o Boca Juniors (Argentina). Em 1966 estiveram na sua primeira decisão, na qual acabaram derrotados pelo Peñarol (Uruguai).


Flamengo x River

O rubro-negro carioca e os millonários já se enfrentaram em quatro oportunidades na história da Libertadores. No ano de 1982, em uma semifinal em formato triangular que também contava com o Peñarol, o Flamengo derrotou o River Plate em duas oportunidades, por 3 a 0 jogando em Buenos Aires, e por 4 a 2 atuando no Rio de Janeiro.

As duas outras partidas aconteceram em 2018 pela fase de grupos da competição. Elas terminaram empatadas, 2 a 2 no Rio de Janeiro e 0 a 0 em Buenos Aires.


60 decisões de Libertadores

A Libertadores teve sua primeira edição em 1960, com título ficando com o Peñarol. Em 59 decisões já realizadas a Argentina tem o maior número de títulos, com 25. O segundo país com mais conquistas é o Brasil, com 18. E a terceira posição no ranking é do Uruguai, com 8 vitórias.

Entre os brasileiros os maiores vencedores são: São Paulo, Grêmio e Santos (com 3 conquistas cada). Internacional e Cruzeiro aparecem com 2 títulos cada um, enquanto Flamengo, Palmeiras, Vasco da Gama, Atlético Mineiro e Corinthians conseguiram vencer uma final cada.


River Plate busca o seu quinto título da Copa Libertadores - JORGE ADORNO


Jogo único

Pela primeira vez na história a final será disputada em um jogo único realizado em sede escolhida de forma antecipada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

Esta mudança causou muita polêmica, em especial após o anúncio da troca do local do jogo por causa de protestos que tomam conta da cidade de Santiago do Chile, sede escolhida inicialmente para receber a final.

Agora, Lima recebe a final entre Flamengo e River com a expectativa de um jogo que entre para o panteão de grandes momentos da história do futebol sul-americano.



Jorge Jesus diz que Flamengo chega confiante à final


Técnico concedeu entrevista antes da decisão com o River Plate


Nesta sexta (22), um dia antes da disputa da final da Copa Libertadores no Estádio Monumental de Lima (Peru), Flamengo e River Plate (Argentina) cumpriram o tradicional ritual de qualquer grande evento esportivo: concederam coletivas e realizaram treinos de reconhecimento.

Representando o Flamengo, o técnico português Jorge Jesus e o meia Éverton Ribeiro conversaram com a imprensa. E o comandante da equipe rubro-negra expressou sua alegria e confiança para o jogo contra o River.


Jorge Jesus confia em boa atuação do Flamengo - HENRY ROMERO

Temos a felicidade de estar amanhã na final da Libertadores com muita confiança, sabemos que vamos encontrar um rival muito forte, com mais experiência nesta competição do que nós. Mas isso não nos assusta, sabemos o nosso valor e também acreditamos naquilo que somos capazes de fazer, declarou Jorge Jesus.


Nação atrás de um sonho

O treinador também disse que, desde a sua chegada ao time carioca, confiava em uma classificação para a final da competição: “No dia em que decidi treinar o Flamengo eu disse para minha comissão, preparem as malas vamos para o Brasil e vamos ser finalistas da Libertadores”.

E ao ser questionado sobre o que representava uma possível conquista do título sul-americano, Jorge Jesus afirmou que ele conduzia “uma nação atrás de um sonho”.


Flamengo realiza treino em Lima para decisão continental - Guadalupe Pardo

Times escalados

Quando um jornalista perguntou sobre a possível escalação para a final o treinador não escondeu o jogo e falou que iria colocar em campo a sua equipe titular: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gérson e Éverton Ribeiro; Arrascaeta, Gabigol e Bruno Henrique.

Assim como o técnico do Flamengo, o treinador argentino Marcelo Gallardo anunciou a escalação do River para a decisão: Armani; Montiel, Martínez, Pinola e Casco; Nacho Fernández, Enzo Pérez, Palacios e De La Cruz; Borré e Suárez.


Técnico do River revela jogadores que estarão na final - HENRY ROMERO

Uma final inesquecível

Ao ser perguntado o que representava enfrentar o Flamengo na final da Libertadores, Gallardo disse: “Já vivemos uma experiencia inesquecível, na final do ano passado contra nosso arquirrival [Boca Juniors], essa é uma segunda experiência inesquecível para todos os torcedores do River e para a história da Copa Libertadores”.


Técnico Marcelo Gallardo demonstra confiança no River na final da Libertadores - HENRY ROMERO

Na conversa o técnico argentino deixou claro que, na decisão deste sábado, seu time fará valer a condição de atual campeão do torneio: “Somos o último campeão da América, e vamos fazer valer isto. Isto contra um rival muito forte, que mostrou que também tem capacidade de conquistar o título”.



Você acompanha Flamengo e River Plate, na Rádio Nacional (1330 AM), no próximo sábado a partir das 15h30 (horário de Brasília).


Via Agência Brasil
Postagem Anterior Próxima Postagem