Na Sessão Plenária desta terça-feira (5), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), os deputados estaduais concentraram seus discursos principalmente na defesa de matérias legislativas de suas autorias. O deputado estadual Sinésio Campos (PT) defendeu requerimento apresentado por ele quanto à criação de uma delegacia de repressão a crimes cibernéticos, entre eles, as fake news.

Para o deputado, a delegacia se faz importante por conta dos golpes, crimes e propagação de informações falsas realizados via internet e o Amazonas deve se preparar para essa nova realidade, a exemplo de alguns estados como Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe, entre outros que já possuem a especializada.

Da mesma forma, o deputado estadual João Luiz (Republicanos) repercutiu reunião realizada pela Comissão de Defesa do Consumidor (CDC) da Aleam, da qual é presidente, para discutir os serviços de telefonia junto com os representantes das empresas prestadoras do serviço. Como resultado, o parlamentar anunciou a instalação de quatro novas antenas que vão ampliar a cobertura das empresas no interior, proporcionando maior acesso à tecnologia de internet 4G.

O deputado Cabo Maciel (PL) destacou o bom trabalho feito pelas polícias civil e militar de Caapiranga (distante 134 km de Manaus em linha reta) prendeu um estudante que tentava transportar drogas no porto do município. Segundo o deputado, apesar das dificuldades, a polícia continua fazendo um bom trabalho no combate ao tráfico e vai melhorar ainda mais após o investimento anunciado pelo Governo do Estado de R$20 milhões para combate de entrada de drogas e armamento, principalmente nas áreas de fronteiras.

Wilker Barreto (Podemos) anunciou que na próxima quarta-feira (6) que vai pedir junto ao Ministério Público de Contas (MPC) e o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) o ressarcimento da consultoria de R$ 4 milhões contratada pelo Governo do Amazonas sobre a reforma administrativa que resultou uma economia de R$ 5 milhões. Par o parlamentar a economia não corresponde ao valor cobrado pelo serviço.

A deputada Joana Darc (PL) aproveitou o pronunciamento para prestar contas do cumprimento da agenda da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia, da qual é presidente, quando esteve no Sínodo da Amazônia, no Vaticano, junto com a Igreja Católica, discutindo a importância da Amazônia para o meio ambiente. Para a parlamentar a discussão da importância da Amazônia só é válida quando contemplada a figura do ribeirinho, morador do interior do estado, e reforçou a ideia de que é preciso um olhar diferenciado de fazer chegar à população do interior os recursos destinados.

Já o deputado Serafim Corrêa (PSB) destacou matéria da Folha de São Paulo com o ministro de Economia, Paulo Guedes sobre o pacto de governança. Serafim lembrou que há anos já falava sobre o tema e da expectativa de que com o pacto, a saúde financeira dos estados melhore e o pacto tenha efeito positivo para o Brasil.

Por fim, a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) falou sobre a próxima Conferência da União Nacional das Assembleias dos Legisladores e Legislativos (Unale). “Estive em Brasília participando dos preparativos da próxima Conferência da Unale, que acontece entre os dias 20 e 22 de novembro. Estamos trabalhando para o fortalecimento das Casas legislativas do Brasil e por isso convido os parlamentares desde já a participar deste evento de grande importância”,registrou.



Visita


Os alunos do 2º período e 7º período do curso de Fonoaudiologia da Fametro visitaram a Assembleia nesta manhã, assistindo a Sessão Plenária da Galeria.

Via Diretoria de Comunicação
Postagem Anterior Próxima Postagem