Na sequência de um atentado na Ponte de Londres, a polícia confirmou ter abatido o suspeito e que duas das vítimas de esfaqueamento morreram. Segundo a polícia, há vários feridos, alguns em estado grave.


Em entrevista coletiva, a polícia disse que todas as possibilidades estão em aberto e desaconselhou quaisquer especulações sobre a natureza do incidente. As autoridades recomendaram que as pessoas evitem circular nas imediações da Ponte de Londres.




A Scotland Yard tinha informado, no início da tarde que a polícia foi chamada por causa de um esfaqueamento ocorrido na Ponte de Londres um pouco antes das 2h da tarde de ontem, sexta-feira (29). A emergência médica de Londres confirmou a ocorrência de um incidente grave e informou ter enviado várias equipes para o local.

Sem ter ainda provas ou certezas sobre a natureza do incidente, a polícia está a considerá-lo como sendo relacionado com o terrorismo.

A Ponte de Londres foi fechada ao trânsito, e a polícia retirou as pessoas que lá estavam.


O secretário do Interior, Priti Patel, e primeiro-ministro Boris Johnson manifestaram-se nas redes sociais. Patel declarou-se "muito preocupado"com o incidente e solidário com as pessoas afetadas.

Johnson destacou a "imediata resposta" da polícia e da emergência médica, e afirmou que está sendo informado sobre a evolução dos acontecimentos.


Esfaqueamento em Haia



Várias pessoas foram esfaqueadas na mesma tarde em uma rua comercial de Haia, na Holanda.




A polícia local confirma vários feridos e informa que os serviços de emergência estão no local do incidente.



Segundo a polícia, o atacante, que fugiu, é um homem que aparenta idade entre 45 e os 50 anos e vestia roupas esportivas de cor cinza.

Não há provas que concluam que o mesmo atentado tenha algo relacionado ao outro em Londres


Via Agência Brasil

Postagem Anterior Próxima Postagem