“O sangue é vida, esperança e solidariedade”, foi com essa frase que o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Josué Neto, selou o compromisso de receber o ônibus da Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) na próxima terça (26) e quarta-feira (27), durante da campanha Doador Legal, para coletar sangue dos mais de 100 servidores da Casa Legislativa que todos os anos se dispõem a ajudar quem precisa.


Além do ônibus do Hemoam, que atenderá das 8 às 17 horas, a Aleam disponibilizará um dia de cuidados com a beleza para os doadores, como corte de cabelo, manicure e pedicure, além de uma feira de artesanato.


De acordo com a diretora de Assistência Social da Aleam, Eliane Ferreira, a expectativa é de conseguir bater o recorde de 118 doações esse ano. “Estamos fazendo campanha há dois meses para conseguir esse objetivo. Estamos mobilizando os servidores que já são doadores e queremos aumentar a quantidade, atingindo servidores que não costumam doar. Cada bolsa de sangue coletada pode vir a salvar quatro vidas”, explicou.


Ingrid Ladislau, 36 anos, portadora de Anemia Falciforme é uma das receptoras que estará na Aleam para recepcionar os doadores. “Tenho 36 anos e os médicos disseram que eu não passaria dos 20. Minha patologia foi descoberta com três meses de vida. É muito importante a transfusão de sangue, eu consegui ter esperanças de que mesmo em crise,com o sangue doado, eu posso sonhar”, disse.


Israel de Souza, 24 anos, curado da Leucemia, afirmou que a atitude de doar sangue e salvar vidas é muito importante e demonstra solidariedade e empatia com quem precisa. “Há sete anos os médicos disseram que minha cura era impossível. Eu estava com uma gripe que não passava, com o aparecimento de manchas roxas no corpo e eu achava que era apenas uma anemia. Hoje estou curado”, esclareceu.


A doadora de sangue e servidora da Aleam, Simone Simões, com 10 doações de sangue, explica que pessoas com boa saúde, peso acima de 50 kg e entre 16 e 69 anos de idade estão aptas a serem doadores de sangue. “É preciso apresentar esses pré-requisitos e a carteira de identidade. Não pode estar em jejum, é necessário ter dormido pelo menos seis horas na noite anterior, não ter ingerido bebidas alcoólicas e evitado comidas gordurosas”, explicou.



Direitos do Doador 

De acordo com a Lei Federal n.º1075, o doador de sangue tem direito a um dia de folga no trabalho. E através das Leis Municipais, tem isenção de tava de inscrição em corridas e desconte de metade do valor do ingresso em eventos de esporte, cultura, lazer e entretenimento. Para o caso de servidor da Aleam, a doação de sangue dá direito a um ponto para progressão funcional.

 Via Diretoria de Comunicação
Postagem Anterior Próxima Postagem