A partir de agora, todas as reuniões técnicas, audiências públicas e ações relacionadas à energia elétrica no Amazonas contarão com a participação de um representante da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A disponibilidade foi garantida pela direção da reguladora ao presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Amazonas (CDC/Aleam), deputado estadual João Luiz (Republicanos) durante reunião, na última quinta-feira (14), em Brasília.


Na ocasião, João Luiz entregou à Aneel um relatório com registros de reclamações sobre as constantes interrupções de energia na capital e em mais 17 municípios do Amazonas, além de fotos e vídeos, e ainda solicitou que a reguladora fiscalize, passo a passo, o cumprimento do plano de ação apresentado pela Amazonas Energia na última quarta-feira (13), durante cessão de tempo na Aleam. O plano da concessionária, que prevê melhor qualidade na prestação do serviço, consiste na expansão da rede em Manaus, na instalação de 87 usinas termelétricas no Estado e também obras de interligação de quatro cidades do interior ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

Durante a reunião, mostrei vídeos com relatos e reclamações de consumidores indignados com a má prestação de serviço. A direção da Aneel se sensibilizou com tudo que viu e ouviu e se comprometeu em tomar as devidas providências. A primeira foi disponibilizar um representante para atuar no Estado, uma reivindicação antiga por parte da CDC/Aleam, que sempre cobrou a presença efetiva da reguladora no Amazonas
ressaltou o parlamentar.


João Luiz afirmou, ainda, que foi criado um grupo de trabalho (GT) – formado pela CDC/Aleam, Aneel e Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) – para acompanhar, discutir e buscar soluções para os problemas enfrentados pelo Estado em relação à energia elétrica.


Na reunião, que contou com a participação do diretor-presidente do Ipaam, Juliano Valente, e técnicos do órgão, foram discutidos, ainda, o andamento da implementação das termelétricas e a situação do licenciamento ambiental das Produtoras Independentes de Energia dos Sistemas Isolados do Estado.

Tanto o parlamento estadual quanto o Governo do Amazonas, representado pelo Ipaam, estão atuando de forma alinhada, com o objetivo único que é contribuir para o desenvolvimento dos municípios do Estado. O Ipaam está fazendo a sua parte, que é vistoriar e acompanhar a instalação dessas novas usinas termelétricas e nossa expectativa é que as empresas responsáveis garantam melhores serviços, fazendo com que o Amazonas avance e se desenvolva ainda mais
 concluiu João Luiz.



Via Assessoria de Imprensa

Postagem Anterior Próxima Postagem