Servidores terceirizados da saúde do estado estiveram reunidos, na tarde desta quinta-feira (17), na sede da Susam, com o titular da pasta, Rodrigo Tobias, Ministério Público do Trabalho, deputados estaduais (da base e da oposição) e representantes das empresas terceirizadas, em busca de uma definição acerca dos pagamentos em atraso de mais de 5 mil profissionais.




De acordo com o vice-líder do Governo na Aleam, deputado Álvaro Campelo (Progressistas), o encontro foi importante para esclarecer muitos pontos sobre a questão. 



Saímos da reunião com encaminhamentos consideráveis, em especial, para os servidores. Na próxima semana, o secretário nos assegurou que já haverá um repasse às empresas, de modo que os funcionários já possam receber um mês em atraso ao menos. Na terça-feira (22), ficou definido que haverá uma nova reunião técnica com os deputados, a Secretaria de Saúde e a Secretaria de Fazenda e Ministério Público do Trabalho, para que os próximos pagamentos sejam programados, assegurando o direito sagrado desses profissionais
 Garantiu o Deputado Álvaro Campelo.


O diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado do Amazonas (Sindpriv), José Picanço, explica que os atrasos estão comprometendo o orçamento das famílias, mas ressalta que a decisão de hoje foi uma grande vitória:
 A reunião foi bastante produtiva. Tivemos a resposta que estávamos buscando que é garantir o pagamento dos servidores. Se realmente for honrado, teremos um avanço, mesmo sabendo que ainda temos um desafio pela frente, pois ficou acertado o pagamento de apenas um mês dos salários em atraso




A Susam destacou que a competência do pagamento de salários e obrigações trabalhistas de terceirizados é das empresas contratadas, mas que vem fazendo todo um esforço para manter a regularidade do pagamento das empresas contratadas, mesmo diante do cenário econômico adverso.

Via Assessoria do Deputado
Postagem Anterior Próxima Postagem