Com o apoio da Comissão de Saúde e Previdência (CSP), da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), foi lançado, na tarde desta sexta-feira (18), o Programa Gestão de Excelência em Saúde dos Municípios do Amazonas. A solenidade aconteceu no auditório Senador João Bosco Ramos de Lima, do Parlamento, e contou com a presença de autoridades estaduais, representantes de hospitais de excelência no Brasil, prefeitos e secretários municipais de Saúde.

O Programa Gestão de Excelência em Saúde dos Municípios consiste na implementação, em todas as cidades amazonenses, do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proad-SUS), executado pelos hospitais filantrópicos de excelência Sírio Libanês, Alemão Oswaldo Cruz, Hospital do Coração, Israelita Albert Einstein, ambos de São Paulo (SP), e Associação Hospitalar Moinhos de Vento, de Porto Alegre (RS).

O Proad-SUS é financiado com recursos de isenção fiscal (Cofins) e cota patronal do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), concedida aos referidos hospitais de excelência. O Programa visa apoiar o SUS na promoção da melhoria das condições de saúde da população brasileira. Sendo assim, os hospitais atuam na transferência, desenvolvimento e incorporação de novos conhecimentos e práticas, através da execução de projetos de apoio e assistenciais, prestando assessoria e consultoria aos municípios.

Durante a cerimônia de lançamento, os representantes dos hospitais apresentaram o portfólio das etapas que compõem o Proad-SUS. Para a presidente da CSP da Aleam, deputada estadual Mayara Pinheiro Reis (PP), a adesão dos municípios ao Programa resultará, em um futuro próximo, na melhoria da gestão hospitalar no Amazonas. “Eu acho que esses hospitais têm muito a nos ensinar em administração hospitalar, e isso sempre será muito benéfico para os secretários municipais de Saúde”, disse a parlamentar. Ela lembrou que hoje o Proad-SUS já atua na Capital. “A gente quer estender esse benefício parta o interior”, afirmou a progressista.

Parceiro da CSP, no apoio à iniciativa, o deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM), acrescentou que, entre os projetos do Proad-SUS, consta, além da formação de gestor em Unidade Básica de Saúde (UBS), outros mais como o trabalho de prevenção à infecção hospitalar. “São alguns serviços altamente especializados que só eles (os hospitais de excelência) prestam no Brasil”, destacou o liberal. Ele informou que os transplantes na Fundação Hospital do Coração Francisca Mendes foram iniciados por meio do Programa, e que o município de Parintins (a 369 km em linha reta de Manaus) já recebe atenção do Poad-SUS, por meio da qualificação dos gestores das UBS.

A representante dos hospitais filantrópicos de excelência, Ana Paulo Neves Marques de Pinho, observou que, através do Proad-SUS, as instituições contribuem para o aprimoramento e desenvolvimento do SUS em regiões que têm maiores dificuldades, e em áreas mais específicas, prioritariamente as Regiões Norte e Nordeste do País. “A partir de uma expertise dos hospitais, junto com o pessoal daqui, se discute a melhor forma de intervenção e articulação, de acordo com a especificidade local”, destacou Ana Paula. Ela enumerou que, além da capacitação, o Programa trabalha também com a implementação de pesquisas clínicas, incorporação de tecnologias, bem como qualificação e apoio à gestão municipal.

O secretário Executivo Adjunto de Atenção Especializada do Interior da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), Cássio Roberto do Espírito Santo, ressaltou que, qualificando a rede hospitalar, estar-se dando ferramentas de gestão para se conseguir um melhor trabalho. “O grande problema hoje é a gente fazer os municípios todos funcionarem, para que as pessoas venham menos à Capital”, disse o secretário, se referindo às pessoas que constantemente precisam vir a Manaus em busca de tratamento de saúde.

Via Diretoria de Comunicação

Postagem Anterior Próxima Postagem