Enquanto que o Delphina Aziz parou de realizar as cirurgias eletivas, o Governo do Estado está preocupado com jatinho e mimos. 

Essa foi a nova denúncia que o deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) levou nesta terça-feira (22), à tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), após saber pela imprensa da licitação para locação de um jatinho do tipo especial para as viagens do governador Wilson Lima.

Em discurso, o parlamentar chamou de contrassenso a decisão do Executivo, publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), que prioriza a contratação do jatinho com regalias e serviços de luxo, em meio a paralisações dos procedimentos cirúrgicos no Hospital e Pronto-Socorro Delphina Rinaldi Abdel Aziz, na Avenida Torquato Tapajós, Zona Norte.
Isso é uma afronta à sociedade e um atentado claro às finanças do Estado. Enquanto isso, o Delphina (Aziz) suspendeu as cirurgias eletivas sob o argumento de atrasos de salários para a empresa que administra o hospital. Ou seja, um hospital daquele tamanho para, deixa de realizar cirurgias, e o governo abre um certame para hora de voo de R$ 20 mil. Isso é muito grave, explicou.

No edital, o projeto básico prevê a contratação de uma empresa especializada em aeronave da categoria TPX (táxi aéreo), com capacidade para oito passageiros e dois tripulantes, com combustível e salários pagos pelo Executivo. Além disso, o jatinho terá “comes e bebes” diferenciados com cardápio especial, como peito de peru e queijos, amendoim japonês, batata chips, achocolatado, biscoito integral, biscoito povilho, goiabinha, sucos, refrigerantes, água com e sem gás, frutas e doces.

Para o Líder da Minoria, a decisão do Governo não é compatível com a atual situação financeira do Estado. Atualmente, os servidores públicos e os terceirizados da saúde estão há quatro meses sem receber e com o 13º salário atrasado.
Se a economia tivesse controlada, os gastos do governo estivessem devidamente equacionados, tudo bem, mas não estão. Todos os terceirizados da saúde estão desde julho sem receber. Senhores, o governo precisa dar o exemplo, o governador precisa cortar na própria carne, declarou Barreto.



Convocados da Seduc

Ainda na tribuna, Wilker comemorou a convocação dos 3.714 aprovados no concurso de 2018 da Secretaria de Educação do Estado (Seduc). O parlamentar foi voz ativa em defesa do movimento Convoca Já! na Aleam desde fevereiro.
Quero parabenizar todo o esforço da Assembleia em mediar o chamamento dos mais de três mil concursados da Seduc. Quem ganha com isso é a sociedade. Fico muito feliz pelos amigos do Convoca Já!, que lutaram bastante pelo direito de ingressar no serviço público. Todos os envolvidos estão de parabéns. Só não entendi o porquê da dificuldade e demora do ex-secretário (Luiz Castro) em marcar esse gol, finalizou Wilker.






Texto: Assessoria de Imprensa

Foto: Alfran Leão
Postagem Anterior Próxima Postagem