A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), por meio da Escola do Legislativo José Lindoso, disponibilizará aos conselheiros tutelares da Capital e Interior, eleitos no último domingo (6), um curso de capacitação para a execução das suas atividades junto às crianças e adolescentes, anunciou o presidente da Casa, Josué Neto, na manhã desta terça-feira (8).
Parabenizando os eleitos e reeleitos, Josué Neto, destacou o apoio dado pelo Poder Legislativo ao processo de eleição dos conselheiros. 
O curso para os conselheiros eleitos no domingo, faz parte da segunda etapa desse trabalho. Em um primeiro momento, disponibilizamos curso preparatório para a prova teórica, ao qual eles foram submetidos. Dos 100 participantes, 50 foram aprovados e disputaram a eleição no último domingo
 comemorou Josué Neto.
Para orientar os conselheiros tutelares durante o curso de capacitação, o presidente da Aleam, disse que solicitará apoio de órgãos como o Ministério Público do Estado (MPE); Defensoria Pública do Estado (DPE); Ordem dos Advogados do Brasil- Seccional Amazonas (OAB-AM) e Polícia Civil. 
Vamos pedir que os promotores e demais envolvidos na rede de proteção às crianças e adolescentes, possam vir dar o curso. Claro usando nossa estrutura
explicou Josué Neto.

Lei para normatizar capacitação

No discurso desta terça-feira (8), o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Josué Neto, também anunciou a apresentação de um Projeto de Lei (PL), que pretende tornar obrigatório o curso de capacitação dos conselheiros tutelares eleitos no próximo processo eleitoral, que acontecerá no ano de 2024.
“Nosso objetivo é fazer com que o curso seja regra. Que por meio dele, os conselheiros tutelares possam exercer um mandato de bons serviços e comprometimento com nossas crianças e adolescentes, que são o futuro do nosso país”, falou Josué Neto.

Via Assessoria do Deputado
Postagem Anterior Próxima Postagem