Pátria Amada Brasil

Pátria Amada Brasil
Governo Federal

Arsam lança 'Operação Semana da Pátria' para coibir o fluxo de veículos clandestinos nas rodovias do Amazonas

A fiscalização contará com o apoio do Detran, BPTran e Juizado da Infância e da Juventude Infracional

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam) intensificará, a partir de amanhã (04), a fiscalização dos veículos que realizam o transporte rodoviário intermunicipal no Amazonas. A Operação “Semana da Pátria”, se estenderá até o domingo (08) e tem o objetivo de minimizar o fluxo de veículos clandestinos nas rodovias da Região Metropolitana de Manaus (RMM).



A Operação garantirá a segurança dos passageiros que desejarem aproveitar o feriado prolongado fora da capital, bem como no município de Itacoatiara (269,9 km da capital), que realizará de 4 a 7 de setembro a 34° edição do Festival de Canção de Itacoatiara (Fecani), considerado um dos eventos de maior popularidade no Amazonas.


Durante os cinco dias de fiscalização, a Arsam contará com o apoio do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) e Juizado da Infância e da Juventude Infracional.


Mais de 50 funcionários trabalharão em regime de escala no Terminal Rodoviário Engenheiro Huascar Angelim (Manaus), Ponte Jornalista Phellipe Daou (Ponte Rio Negro), bem como no entroncamento das rodovias AM-010 e BR-174 (barreira de policiamento) e KM 30 da AM-010, onde a fiscalização será dobrada devido a rodovia dar acesso ao município de Itacoatiara.


Durante as abordagens será conferido se o veículo possui o cadastro com o selo expedido pela agência reguladora. Também será conferido itens de segurança, como a lotação dos veículos (é proibido o transporte de passageiros em pé), o uso de cinto de segurança, as condições dos pneus, a documentação obrigatória, a pontualidade de horários de embarque e desembarque dos ônibus, a parada obrigatória programada a cada 45 quilômetros para os veículos que não possuem banheiro e se os direitos à gratuidade de idosos, e demais pessoas amparadas por lei, estão sendo respeitados.


A fiscalização é necessária para coibir o transporte irregular ou clandestino de passageiros e garantir a segurança dos usuários. Além também de organizar o serviço de fretamento realizado por táxis, vans, ônibus e micro-ônibus. A minimização de acidentes no transporte intermunicipal de passageiros também é uma das metas das operações. A Arsam possui um canal para atendimento de denúncias: 0800 280 8585 e 98408-1799.


Via Assessoria do Deputado

Tecnologia do Blogger.