Com base no acordo firmado entre TIM e Vivo para o compartilhamento de suas infraestruturas de rede, o presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Amazonas (CDC/Aleam), deputado estadual João Luiz (PRB), convoca as operadoras de telefonia e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para discutir a viabilidade de adesão de outras empresas a esse processo de partilha. A reunião será realizada no próximo dia 19, às 14h, no miniplenário Beth Azize, 4º andar da Aleam.

O intuito da CDC/Aleam é, por meio dessa discussão, despertar o interesse das operadoras, que atuam no Amazonas, a adotarem o compartilhamento de infraestruturas de redes, beneficiando, principalmente, o interior do Estado.

O contrato entre TIM e Vivo prevê a partilha da rede 2G e a evolução do compartilhamento da infraestrutura de 700 MHz (que serve o 4G) em cidades com menos de 30 mil habitantes. Com isso, no Amazonas, 37 cidades serão beneficiadas com o compartilhamento, entre as quais Tefé (distante 523 km de Manaus em linha reta), Nhamundá (distante 383 km da Capital), Itamarati (985 km) e outras.

Na avaliação do deputado, a adesão de outras empresas ao compartilhamento de infraestruturas de rede, além de garantir os serviços para todo o interior do Estado, vai melhorar a qualidade da telefonia no Amazonas.

“Recebemos muitas reclamações do interior do Estado referentes à qualidade da telefonia. Se todas as operadoras optassem pelo compartilhamento, tenho certeza de que o cenário seria bem diferente. Vamos colocar essa pauta em discussão, ouvir as empresas e a Anatel para analisar a viabilidade de adesão desse processo pelas outras concessionárias”, explicou João Luiz, ao acrescentar, ainda, que esse processo de partilha também pode beneficiar as operadoras, reduzindo o nível de custos e impactos. “Com essa redução de custos, as empresas poderão realocar recursos para novas tecnologias como o 4G, 4,5G e fibra aqui no nosso Estado”, completou.



Via: Assessoria do Deputado



Postagem Anterior Próxima Postagem