A proposta de substituição do modelo econômico da Zona Franca de Manaus (ZFM) por outro modelo, apelidado de Plano Dubai, foi criticada nesta quarta-feira (12) pelo deputado estadual Fausto Jr (PV).

De acordo com o deputado, a Zona Franca de Manaus é um modelo de sucesso que gera mais de 100 mil empregos diretos e 500 mil indiretos, além de impostos que movimentam a economia do Amazonas e do Brasil.

A substituição do modelo consolidado por um modelo incerto não faz sentido, afirmou Fausto Jr. “Ao invés de substituirmos o modelo econômico, devemos anexar o Plano Dubai. Dessa forma teríamos dois modelos impulsionando a economia do Amazonas”, defende.

De acordo com a proposta do governo Federal, o Plano Dubai iria atrair investimentos nos setores de mineração, turismo, biofármacos, defesa e piscicultura, totalizando R$ 25 bilhões em subsídios ao ano.

“Trata-se de uma proposta arriscada. Não podemos jogar com os empregos e a vida de milhões de amazonenses. Se o plano não der certo, não há como voltar atrás”, avaliou o deputado.

O parlamentar ressaltou que sempre defendeu a criação de novos modelos econômicos para Amazonas, que funcionariam como complemento ao modelo ZFM. “Queremos novas opções de investimentos, porém não podemos abandonar a Zona Franca de Manaus, conforme desejam alguns setores do governo Federal”, completou Fausto Jr.



Via: Assessoria de Imprensa


Postagem Anterior Próxima Postagem