Pátria Amada Brasil

Pátria Amada Brasil
Governo Federal

Josué Neto recebe presidente do Banco da Amazônia



Uma boa notícia para os empreendedores de todos os segmentos e portes foi passada nesta terça-feira (18), aos deputados estaduais, com o anúncio da interiorização no Amazonas da Campanha FNO 30 Anos, pelo presidente do Banco da Amazônia (Basa), Valdecir Tose. Durante visita ao Presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Josué Neto (PSD), o presidente do banco de desenvolvimento regional disse que a instituição destinou para este ano de 2019, o total de R$ 1,6 bilhão para investimentos no Amazonas


Em reunião da qual participaram, além do presidente Josué Neto, o superintendente do Basa no Amazonas, André Luiz Rodrigues Vargas, e os deputados Adjuto Afonso (PDT), Roberto Cidade (PV), Wilker Barreto (PHS), Valdecir Tose falou da meta do Basa de fechar o ano com o volume total de recursos investidos e fez um apelo aos deputados no sentido de a Casa legislativa colaborar nas questões legais que muitas vezes dificultam o acesso ao crédito para os micros e pequenos investidores, bem de auxiliar o banco no papel de aproximar os recursos do FNO de quem realmente precisa.

“A gente conversou com a Assembleia Legislativa sobre questões ambientais, fundiárias, de taxas cartoriais, que às vezes dificultam e oneram o produtor rural e o micro empresário na tomado do financiamento do FNO. Os deputados se mostraram muito empenhados em auxiliar nessa questão de legislação, vamos mandar alguns documentos para que possam dar encaminhamento junto às instâncias responsáveis”, disse o presidente do Basa.

Segundo Valdecir Tose, da meta de R$ 1,6 bilhão de recursos do FNO para aplicar, já foram aplicados até agora mais do que foi aplicado em todo o ano passado, batendo a marca de R$ 500 milhões e deve aumentar um pouco mais até o final do mês. A meta para o segundo semestre é fechar o ano com os R$ 1,6 bilhão todo aplicado, atingindo a todos os públicos, desde o pequeno produtor rural até os grandes empreendimentos de infraestrutura que o Estado precisa.



Via: Diretoria de Comunicação


Tecnologia do Blogger.